Marketing Estratégico no Mercado Imobiliário

O mercado imobiliário vem evoluindo a cada dia porem é muito importante que os corretores de imoveis se profissionalizem mais a cada dia, pois o cliente esta cada vez mais exigente e atento não só ao imóvel mas a toda a região e infra-estrutura local.

Um bom profissional do mercado Imobiliario deve ser capaz de analisar as características do mercado local e as necessidades de seus clientes  preocupar com a concorrência sendo que em um mercado em evolução as empresas e profissionais que vão se firmar no ramo serão os profissionais capazes de criar estratégias para atingir seu publico alvo e aprender lidar com a concorrência.

O que é Marketing Estratégico

A função do Marketing Estratégico é seguir a evolução do mercado de referência, identificar os diferentes produtos-mercado e segmentos atuais ou potenciais, com base da análise de necessidades a satisfazer,e orientar a empresa para as oportunidades existentes ou criar oportunidades atrativas, ou seja, bem adaptadas aos seus recursos e ao seu saber-fazer, que oferecem um potencial de crescimento e rentabilidade.

Um grande autor sobre estratégia mercadológica é Michael Porter, professor da Harvard Business School. Que afirma que “Muitos erros de estratégia empresarial ocorrem por culpa da própria organização” isto significa que os principais erros estratégicos são de caráter interno à organização. A empresa pretende ser a melhor do seu setor, ou a melhor do mercado e esquece-se que isso é um pensamento destrutivo.

O produto deve estar posicionado no mercado de forma a tornar a concorrência irrelevante. Segundo os autores Kim, W. Chan e Mauborgne, Renée no livro “A estratégia Oceano Azul” não se deve concorrer contra a concorrência, mas sim torná-la irrelevante. As empresas devem lutar por um mercado diferenciador e não pela concorrência direta, que os mesmos autores denominam de “Oceano Vermelho”.

As definições do conceito de estratégia são tão numerosas quanto os autores que as referem e embora exista alguma convergência em alguns aspectos que estão na base do conceito, o conteúdo e os processos de formação da estratégia são objetos de abordagens muito diversas que assentam na forma como os autores concebem a organização e entendem o seu funcionamento. Assim, o conceito de estratégia é multidimensional e situacional e isso dificulta uma definição de consenso.

Como Aplicar ao seu Negócio

1º Passo: Analisar o Negócio

Análise externa

O objetivo da análise externa é avaliar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças. Nesse trabalho, a função do executivo é identificar os componentes relevantes do ambiente e, feito isso, analisá-los quanto à situação de oportunidades ou ameaças para a empresa.

Análise interna

A análise interna visa em primeiro lugar identificar os pontos forte e fracos da empresa. Os pontos fortes que mais distinguem a empresa dos seus concorrentes constituem as suas competências centrais. As competências centrais devem preencher três requisitos:

1. Acesso potencial a uma grande variedade de mercados.

2. Contribuição significativa para o valor dos produtos finais.


3. Dificuldade de imitação pelos competidores .

A análise da empresa deve passar pela identificação da natureza dos principais recursos ao seu dispor. A qualidade e a quantidade dos recursos da empresa são determinantes para o seu desempenho competitivo, sendo que qualquer empresa utiliza uma grande variedade de recursos. Estes podem classificar-se em três categorias: recursos humanos, recursos financeiros e recursos organizacionais.

A avaliação dos recursos humanos deve incidir sobre quatro tipos de fatores: eficácia, eficiência, evolução e interação.

Já no diz respeito aos recursos organizacionais, estes não têm geralmente um valor quantificável por si próprios. O seu papel é refletido no valor dos ativos intangíveis da empresa, como a reputação, a notoriedade da marca, o potencial das invenções ou mesmo a confiança dos parceiros comerciais.

2º Passo: A Estratégia de marketing

Trata-se de explicar as ações necessárias para concretizar cada uma das orientações estratégicas definidas durante o processo de análise.

3º Passo: O Orçamento de marketing
 
É preciso conjugar possíveis variações dos diversos dados orçamentais até alcançar o equilíbrio entre o resultado pretendido e o possível para as condições de mercado. É comum a tendência por parte da estrutura comercial para subavaliar as potencialidades do mercado, derivada do hábito de premiar o excesso de objetivos. Assim, têm a garantia de alcançar os objetivos, podendo mesmo excedê-los.

4º Passo: O Plano de ação

Por último no plano de marketing tem de se assinar as responsabilidades para cada uma das atividades, bem como planear as suas datas de execução. Contudo a planificação não pode ficar por aqui. Após a definição da estratégia do marketing e planificada a sua implementação, há que ter em conta as restantes dimensões da empresa, a tecnologia (verificar se dispõe da tecnologia adequada), recursos humanos(se os recursos humanos estão preparados), e processos (os métodos e processos de trabalho são os mais indicados para a estratégia, a tecnologia e os recursos disponíveis).

Com todos esse passos temos um plano de marketing estratégico

Bibliografia:

Marketing – Conceitos, técnicas e Problemas de Gestão, Editorial Verbo, 1992 – Aníbal Pires
Administração de Marketing 12ª Edição – Philip Kotler
http://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_de_marketing

Autor: Rony de lima Meneses
http://publicidadeimobiliaria.blogspot.com

LinkedIn

Sugerimos que leia também...